Hora de economizar água também na piscina.

 

Com o período de estiagem que vivemos é fundamental economizar água e colaborar com o meio ambiente e a coletividade.

A fase de escassez de chuvas e muito calor são um convite para aproveitar a piscina em um cenário como esse, é natural que uma grande quantidade de água seja perdida, exigindo a reposição dela e, consequentemente, uma nova manutenção; com isso, aumentam-se os gastos relacionados à água e aos produtos utilizados para mantê-la saudável, o que costuma desanimar muitos proprietários. Mas a boa notícia é que há formas de economizar a água da piscina sem precisar acabar com a diversão e sem ter que investir muito também. E é sobre isso que vamos falar neste artigo.

Para começar, precisamos ressaltar que nenhuma das práticas que apresentaremos é difícil de realizar. São sete dicas que fazem toda a diferença no dia a dia de proprietários e tratadores de piscinas e correspondem, na verdade, a cuidados básicos. Assim, envolvem ações que devem ser feitas nos períodos de descanso do espaço, durante o uso dele e durante o tratamento da água também. Ficou curioso? Então confira nossas dicas e mãos à obra!

Como economizar a água da piscina

1 – Cubra a piscina com capa

Já comentamos em outro artigo aqui no blog sobre a importância das capas de piscina para a segurança das pessoas quando o espaço não está sendo utilizado. Porém, essa não é a única função desse equipamento. Existem modelos, como as capas térmicas, que reduzem a taxa de evaporação da água em até 70%, dispensando a necessidade de encher a piscina com frequência. E acredite, a evaporação, principalmente nos dias muito quentes, é uma das grandes responsáveis pela perda de água.

2 – Evite o desnecessário;

Correr em direção à piscina e se jogar de forma espalhafatosa nela é, sem dúvida, bastante divertido. Entretanto, a brincadeira é uma grande vilã para a economia da água. Isso porque, além de lançá-la para fora da piscina na hora do impacto, as ondulações produzidas também aumentam a evaporação, pois a superfície da água em contato com o ar torna-se maior.

3 – Reutilize a água que é drenada da piscina

Quando for necessário drenar a água da piscina é possível reaproveitá-la em outras atividades, como para limpeza da área ao redor dela ou mesmo para cuidar do jardim, regando as plantas. Claro que, para isso, é preciso conferir se o nível de cloro está baixo, caso contrário, pode prejudicar as plantas.

4 – Procure vazamentos na estrutura

Falhas, fissuras ou problemas de impermeabilização na estrutura da piscina podem provocar vazamentos e o consequente desperdício de água. Por isso, é importante inspecionar frequentemente a estrutura, observando o nível de água e os equipamentos de manutenção. Isso permite que um vazamento seja identificado e solucionado rapidamente.

5 – Fique atento ao nível de água

Quando for encher sua piscina tenha cuidado para não ultrapassar o nível indicado e, assim, fazer a água transbordar. Uma dica é deixar o nível de 10 a 15 centímetros abaixo da margem, pois isso evita que uma grande quantidade do líquido saia da piscina quando os banhistas estiverem aproveitando o espaço.

6 – Faça a manutenção corretamente

Além de garantir a saúde e o bem-estar das pessoas, fazer o tratamento e a manutenção corretamente reduz a necessidade de troca da água. Dessa forma, você pode aproveitá-la por mais tempo, reduzindo a necessidade de repor grandes volumes com frequência. Não se esqueça de contar com a Piscinas Shop e utilizar produtos de qualidade que  fazem toda a diferença para garantir a saúde e a qualidade da água, permitindo seu uso e reaproveitamento com segurança.

7 – Regule a bomba e o filtro

O processo de filtração retira as partículas de sujeira da água e evita que a sujeira física decante, quer dizer, que fique depositada no fundo. Graças ao skimmer (a coadeira do filtro), por exemplo, a necessidade de aspirar a piscina e, assim, fazer com que parte da água seja drenada junto torna-se menor. Com isso, além de reduzir o consumo de energia, a bomba e o filtro também evitam o desperdício da água.

Com essas práticas, não só o meio ambiente agradece, mas o seu bolso também! Afinal, você vai precisar repor menos água e, consequentemente, aplicar menos produtos para seu tratamento. Por isso, implemente nossas dicas na sua rotina e aproveite sua piscina com muita economia! E não se esqueça: os produtos Piscinas Shop apresentam o melhor custo-benefício do mercado, garantindo a você o melhor custo beneficio e menor manutenção da sua piscina